Blog

Confira as notícias, novidades e curiosidades sobre turismo

Publicado em 30/04/22 às 17:49:00

Águas de um Cerrado particular - André Monteiro

Exposição Fotográfica

 Águas de um Cerrado particular - André Monteiro
Córrego na Reserva do Serrote - Região do Pinga Fogo - Mineiros - GO

O Cerrado é considerado o berço das águas do Brasil, frequentemente chamado de “a caixa d’água” do país: ele contribui, direta ou
indiretamente, com quase todas as 12 regiões hidrográficas do nosso território, comdestaque para as bacias dos rios Araguaia/Tocantins, do rio Paraguai e do rioParaná (fonte: Agência Nacional de Águas). É na região ocupada pelo Domínio dosCerrados que estão as origens de grande parte das águas que alimentam essasbacias hidrográficas.

Localizado em um divisor de águas que atravessa praticamente todo o Planalto
Central, o sudoeste de Goiás é o nascedouro de uma rede de córregos e rios
que abastece as duas grandes bacias sul-americanas (Araguaia/Tocantins e a doPrata, através do rio Paraná) e parte da bacia do rio Paraguai, através do rio
Taquari, que tem suas nascentes na Serra do Caiapó, na divisa dos Estados do
Mato Grosso do Sul e Goiás.

É em algumas das nascentes que dãoorigem a estes rios que é possível encontrar as chamadas “águas emendadas”,que alimentam as bacias hidrográficas do norte, sul e oeste do país.

Além disso, a região se localiza no limite centro-norte de um dos maiores “mares”de água doce subterrâneo do mundo, o Sistema Aquífero Guarani, com cerca de1.200.000 km2. Ali também é a maior área de afloramento e recarga daságuas do aquífero, que se estende até o Uruguai e Argentina, passando peloParaguai e Mato Grosso do Sul, além de todos os estados do sul brasileiro. Oaquífero é uma das maiores reservas de água disponíveis para o Brasil e parte daAmérica do Sul, de extrema importância para a sobrevivência da humanidade.

A presente exposição de fotografias tem o objetivo de divulgar a importância e a beleza das águas do Cerrado, mostrando várias fisionomias dos cursos d’água ali existentes, com nascentes, lagos e cachoeiras nos seus locais de origem, apresentando também o Rio Araguaia em sua plenitude, cerca de 500 quilômetros abaixo do seu nascedouro.

André Monteiro é fotógrafo e autor dos livros:

Memórias, boiadeiros do Cerrado - 2010

Parque das Emas, no coração do Cerrado - 2018

Notas do Isolamento, quase diário de uma epidemia - 2020

Águas de um Cerrado particular – 2022

Também é autor dos livros ainda em produção:

Pegadas no Cerrado – a ser lançado em 2023

O Sertão do Pinga-fogo – a ser lançado em 2024

Fale Conosco (64) 9948-5233