Jaraguá

Região do Ouro e Cristais

Jaraguá

De ocupação original indígena, como ocorreu em todo o atual território brasileiro, a atual cidade de Jaraguá nasceu da busca das riquezas minerais do rico solo goiano em tempos em que ainda se usava a mão de obra escrava. Vindos de diversas regiões, mineradores e catadores de ouro traziam, consigo, os chamados "pretos faiscadores", escravos astutos, geralmente da "Nação Mina", acostumados à cata do rico minério.

O bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva veio com sua bandeira rumo a Goiás mais ou menos no ano de 1726 e fundou Vila Boa (Cidade de Goiás) às margens do Rio Vermelho, ao sopé da Serra Dourada. Não levou muito tempo e logo descobriram ouro em Meia Ponte (Pirenópolis) e, por consequência, descobriram mais uma região aurífera, que, por sua imponente serra, garantiria a prosperidade do ciclo do ouro, impulsionando a criação de acampamentos às margens dos rios e córregos que nasciam dali. Assim, surge o arraial denominado "Córrego do Jaraguá".

Com a exploração das jazidas auríferas, iniciou-se o povoamento de origem europeia e, com o passar dos anos, iam surgindo as primeiras habitações, definindo-se as ruas. Em 1748, já estava pronta a primeira capela sob a invocação de São José e Nossa Senhora da Penha. Isso demonstra que, nesta época, já havia um número significante de moradores no arraial. A segunda igreja a ser construída foi a igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito em 1776 e, no ano de 1828, deu–se início à terceira igreja, a de Nossa Senhora da Conceição. (Wikipédia)

Fale Conosco (64) 9948-5233